Central de Atendimento
+55 (47) 2101-1300

Pintura automatizada – Conceito da indústria 4.0 nos equipamentos ERZINGER

Indústria 4.0, investimentos em equipamentos de pintura inteligentes

Além da eficiência e qualidade do equipamento de pintura, alguns outros fatores podem influenciar na qualidade do tratamento de superfície, na segurança da operação e no desperdício de materiais. Pensando nisso, a ERZINGER desenvolveu um novo projeto para auxiliar na coleta de dados sobre sua linha e ser possível acompanhar cada processo do tratamento de superfície e pintura nos mínimos detalhes.

A ERZINGER entende os desafios da Automação Industrial

A constante busca por informações faz parte e é necessária para a evolução da humanidade. Esta afirmação parece óbvia, mas a maior parte das empresas atualmente no Brasil não tem um nível de automação nos seus processos que ampare as tomadas de decisão dos seus negócios de maneira segura. Ou seja, a maior parte das nossas decisões é mais apoiada pelo “feeling” do que efetivamente por dados. O nível de automação empregado nos processos define de maneira crucial os resultados da empresa; o gráfico abaixo apresenta informações sobre a quantidade de robôs por habitante, este é somente um exemplo, uma variável onde o investimento em tecnologias que amparem as operações elevam os resultados das empresas, cidades e países.

Alinhada com este contexto, a Erzinger tem investido de maneira estratégica em seus produtos, buscando parcerias tecnológicas tanto de softwares quanto hardwares que nos coloquem de maneira sólida integrados com os conceitos da Indústria 4.0 e Internet Industrial. Buscar o desempenho ótimo é a nossa meta a cada dia na operação das nossas linhas e equipamentos de tratamento de superfície e pintura. E o grande avanço que as novas tecnologias nos trazem é a capacidade traduzir estas variáveis, esses dados, em informações úteis, didáticas e dinâmicas.

E como este conceito é desenvolvido e aplicado?

Hoje já existem algoritmos que podem predizer determinadas falhas em equipamentos ou em seus componentes. Isso muda radicalmente os conceitos de manutenção que aplicamos e que seguimos ao longo de muitas décadas. Por exemplo: Se ao cruzar os dados de pressão, vazão, corrente, temperatura, vibração e tempo de operação de uma bomba identificarmos que existe uma tendência que em mais aproximadamente 300h de operação esta bomba venha a falhar. Esta informação pode nos preparar melhor para o evento da parada, ou seja: poderemos comprar as peças com mais tempo, preparar a equipe para a atividade e planejar a sua execução em um momento mais oportuno. Ao final estaremos reduzindo os custos, pois temos a opção de comprar melhor, executar melhor e reduzir o MTTR (Mean Time to Recovery)  das nossas instalações e equipamentos de pintura.

Sob o aspecto produtivo das nossas fábricas, ter na “palma da mão” os principais indicadores que norteiam a operação também é fundamental. Não estamos falando aqui de informações complexas ou de grandes massas de dados que não sabemos nem como analisar. Mas de informação direta, focada e entregue no tempo certo. Um exemplo simples: Você não precisa acompanhar todo o dia o seu consumo de gás, mas precisa ser informado quando esta variável apresentar uma tendência de desvio da sua condição normal de trabalho. Neste momento sim, a tomada de decisão pode ser orientada. No mesmo contexto, as variáveis operacionais (peças por unidade de tempo, peso, etc.;) e consumíveis (energia, água, gás, tinta, etc.;) das nossas linhas podem ser monitorados e controlados através do Smart-in-line.

Evidente que muitos processos não são viáveis pra serem automatizados, seja por questão de custos de infraestrutura ou por falta de tecnologias que aparem, por exemplo, a coleta de dados. Mesmo para estas situações, temos a opção de utilizar a automação para  auxiliar os registros e apontamentos manuais, servindo como uma espécie de coletor e historiador destas variáveis. Por exemplo: O teor de sólidos de um banho requer uma análise que normalmente é realizada em laboratório. Este ensaio depois de realizado é inserido no sistema onde todas as lógicas de controle de tendências e detecção de anomalias a aplicada, mesmo sendo uma variável inserida manualmente.

A indústria do futuro já é realidade em nossos equipamentos.

Para entregar aos nossos clientes um alto padrão de solução, desenvolvemos uma interface capaz de armazenar todos os dados aplicados nos processos de manufatura em um único sistema: Smart-in-line. Isto torna as fábricas inteligentes com a capacidade e autonomia para agendar manutenções, prever falhas nos processos e se adaptar aos requisitos e mudanças não planejadas na produção. Tudo a um click.

E como o Smart-in-line funciona?

São diversos sensores espalhados pelo equipamento para coletar dados como: Consumo de água, corrente elétrica, PH, teor de sólidos, solvente, entre outros. Os dados são criptografados, sincronizados com um servidor na nuvem e mostrados em uma interface interativa, onde o usuário irá acompanhar cada detalhe da linha, assim como tomar as ações necessárias para o funcionamento adequado da linha.

A seguir um infográfico com o passo a passo do funcionamento do Smart-in-line

Infográfico smart-in-line fabricas inteligentes, indústria 4.0 ERZINGER

Principais características

  • Ganho de produtividade
  • Economia de materiais, energia e redução no desperdício
  • Monitoramento preciso para controlar e prever o comportamento de máquinas
  • Suporte dinâmico e realístico a tomada de decisão com informações que conduzam o negócio da empresa;
  • Aumento da disponibilidade das operações com redução direta dos custos
  • Ficamos mais próximos do cliente e comprometidos com seus resultados
  • Maior controle das variáveis que orientam os produtos e serviços da empresa;

Quer saber mais sobre o Smart-in-line e como ele pode se adaptar aos diferentes setores da indústria? Acesse o link e baixe um material completo dessa solução:  https://materiais.erzinger.com.br/smart-in-line




Sistema de Movimentação MOVIFLEX

Movimentação; Carga; pesado; sistema; movimentação pintura

 

Em uma linha de pintura o tempo gasto em cada processo no acabamento da peça é crucial para o resultado na qualidade do produto. Mas muitas vezes este tempo acaba prejudicando a produção e atrasando uma grande demanda, pela falta de intralogística nos processos ou de um equipamento voltado a distribuição eficiente.

Pensando nisso, a ERZINGER desenvolveu um sistema de movimentação inovador que entrega mais agilidade, eficiência e segurança em linhas de pintura. O sistema Moviflex foi desenvolvido a partir da necessidade do transporte de peças de grandes volumes e pesadas. A solução conta ainda com um layout compacto e flexível de acordo com as necessidades do processo.

O equipamento pode ser instalado em fábricas de diferentes segmentos como: Montadoras e implementos agrícolas, implementos rodoviários e estruturas pesadas em geral.

A versatilidade do sistema permite a utilização de diferentes processos numa mesma linha, como:

– Jato de granalha
– Cabine de lavação

– Estufa de secagem/polimerização

– Cabine de pintura líquida ou pó

– Elevador de carga

– Estações de trabalho e inspeção

– Estoques intermediários

 

Existem ao todo 3 modelos desenvolvidos, um totalmente automático, outro semiautomáticos e um modelo manual.

O transportador MOVIFLEX Automático (imagem 01) trabalha de forma pré-programada, onde os carros de transferência levam as barras de peças nos respectivos processos, controlando com precisão seus movimentos e tempos de permanência. O operador executa apenas os processos de carga/descarga, sendo todas as movimentações realizadas de forma autônoma, garantindo as demandas de produtividade. A arquitetura de movimentação é projetada para que os carros de transferência não recebam a alta temperatura das estufas de secagem e polimerização.

movimentação automatica

O transportador MOVIFLEX Semiautomático (imagem 02) trabalha de forma pré programada na movimentação longitudinal, sendo que o operador movimenta as barras de peças para dentro de cada estação.

Sistema semiautomatico

Já os transportadores MOVIFLEX Manuais (imagem 03) garantem uma boa produtividade em estrutura enxuta. Sem componentes elétricos, todo processo de deslocamento de peças é feito manualmente.

Sistema de movimentação manual

Os carros de movimentação são projetados em três capacidades, incluindo elevadores para carga e descarga, podendo suportar pacotes de peças de 1.000 a 3.000 kg.

Outros benefícios característicos do MOVIFLEX são:

– Otimização de Layouts

– Capacidade de carga elevada
– Produção puxada por automação precisa

– Segurança de operação

– Garantia ergonômica

O MOVIFLEX é a solução ideal para quem busca a produtividade de uma linha contínua em um layout compacto e adequado para seu processo.

kuhn

 




Trocas rápidas de cor em cabines de pintura

Um novo conceito de cabine de pintura a pó permite a troca de cor de forma rápida, eficiente e segura

A troca de cor é hoje um dos principais desafios em um processo de aplicação de tinta em linhas industriais de pintura. Em sistemas convencionais o tempo e o esforço de uma mudança de cor podem afetar drasticamente a produção, pois número de cores, quantidade de pistolas, número de operadores para execução, entre outros, sempre impactam este processo.

Pensando em otimizar estas operações, a ERZINGER trouxe em conjunto com a WAGNER ao mercado Brasileiro a cabine de PVC.

“Construída em PVC esta nova cabine possibilita trocas rápidas de cor, melhor qualidade no acabamento, mais economia, maior eficiência na aplicação, entre outras vantagens se comparada aos equipamentos construídos em aço. Trata-se de uma revolução no segmento de pintura industrial que está sendo nacionalizada” – afirma Luiz Henrique Kondlatsch, Gerente de Vendas da ERZINGER.

Mas como a mudança do material construtivo pode fazer tanta diferença?

Diferente do aço, o PVC é um material isolante que possui características antiestáticas, o que faz com que as partículas de tinta não sejam atraídas pelas partes construtivas do equipamento, evitando aderência nas paredes.

Esta característica promove uma redução significativa de tinta em recirculação no sistema, melhorando a relação de tinta recuperada x virgem, diminuindo a contaminação, incrementando a qualidade da pintura e mantendo a camada homogênea. O resultado é alguns milhares de reais economizados no ano apenas no consumo de tinta.

Além disso, o conceito construtivo de rasgos para exaustão lateral traz a esta nova geração de equipamento alta performance na aplicação e baixíssima quebra de partículas de tinta. Economia de peças de desgaste de pistolas e bombas são fortemente observados neste conceito, pois o fluxo de ar nos pontos certos não prejudica os leques de aplicação.

CABINE DE PVC; Fluxo de ar; ar-comprimido/ finos de tinta/ pintura a pó

 

A substituição gradual de cabines fabricadas em aço por PVC é grande tendência na indústria brasileira que busca maior competitividade num cenário global. A ERZINGER e a WAGNER apostam nesta competitividade local, oferecendo o que existe de melhor em tecnologia de ponta.

Cabine de pvc; cabine de pintura; pintura a pó; ERZINGER

Uma linha, uma cabine, VÁRIAS CORES!




Copyright © 2017 Erzinger. Todos os direitos reservados.